Sul

Rumando ao Sul do meu país pude observar numas férias de sonho, o quando o meu país é aprazível, terra de bons costumes e acolhedora. Não está patente o país dos telejornais, que todos os dias inundam o televisor com mensagens de sufoco criminoso e insegurança a cada passo, e apesar da crise das estatísticas nunca vi um parque automóvel digno do Qatar a passear-se nas auto-estradas. Algures no aparente das minhas férias e nas notícias sensacionalistas deve existir um Portugal mortiço, economicamente inviável, mas onde ainda não é terrível viver.

Mesmo gostando do meu país, e até do Sul as férias nestes pontos são agradáveis fora da época das festanças de Agosto, longe dos maranhais e multidões histéricas. Apenas num agradável clima ibérico sem as trupes, requisito essencial para existir o conceito férias – a fuga à azáfama e multidões urbanas apressadas. Isso ou a América do Sol. E as caipirinhas…

Obrigado

O teu sorriso, tão parecido como o da tua mãe, alimenta o meu coração e enobrece-me a alma. Quando sorris com a tua inocência resplandecente, fazes-me acreditar na grandiosidade da vida e de como o amor se sobrepõe a tudo. Obrigada.

I’m So Bored With The U. S. A.

Yankee soldier
He wanna shoot some skag
He met it in cambodia
But now he cant afford a bag

Yankee dollar talk
To the dictators of the world
In fact its giving orders
An they cant afford to miss a word

Im so bored with the u…s…a…
But what can I do?

Yankee detectives
Are always on the tv
cos killers in america
Work seven days a week

Never mind the stars and stripes
Lets print the watergate tapes
Ill salute the new wave
And I hope nobody escapes

Im so bored with the u…s…a…
But what can I do?

Move up starsky
For the c.i.a.
Suck on kojak
For the usa