Foi você que pediu um Valium?

Nada como um péssimo despertar, uma boa pitada de insónias recorrentes e um desejo profundo de deixar os pensamentos fluírem desordenados para limpar a mente. Suponho que os ciclos de vida quotidiana seguem a malfadada piada dos interruptores: umas vezes para cima, outras vezes para baixo. Para contrariar isso, desliga-se o telemóvel, presenteamo-nos com uma boa sessão de exercício masoquista, seguido de um bom banho de imersão, acende-se um incenso e metemos alguma música particularmente intimista no iPod. Melhor que uma dose cavalar de Valium!

Deixar uma resposta