Sofrego

Estou cansado mas não aborrecido. Um vazio extremo na ordem dos pensamentos lógicos, uma alienação voluntariosa, uma ressaca intensa, como se o meu crânio estivesse repleto de areia fina.
São efeitos devastadores, uma contabilidade de danos e perdas que me habituo a fazer aos domingos à tarde e as segundas-feiras, mas que não me causam remorsos nem mágoas.

É apenas a minha dualidade Dr Jekyll e Mr Hyde que aproveita do fim-de-semana para se afirmar.
A carne é fraca e os espirito nem sempre tem a rectidão e a robustez para se por a salvo de pecadilhos exagerados. A noite é uma altura sugestiva, e prolonga-se sem regras até depois do dia raiar, com um apetite voraz de tudo quanto seja animação, fulgor e festa. Como que quisesse saborear toda a vida em escassas horas, dando azo a uma paixão que não termina. Estou cada vez mais sofrego, e o Sr Hyde está cada vez mais poderoso.

Deixar uma resposta