Verdades que perduram

Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, sou como um bronze que soa, ou como um címbalo que tine. E ainda que eu tivesse o dom da profecia e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e tivesse toda a fé, até ao ponto de transportar montanhas, se não tivesse amor, não seria nada. E, ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tivesse amor, nada me aproveitaria.

(Carta de S. Paulo aos Coríntios I 13: )

Um comentário em “Verdades que perduram”

  1. Há beleza que nunca muda;
    Há verdade que nunca se altera;
    Há vinho que jamais será vinagre;

    Embora a natureza das coisas seja mudar.

    Mas o Amor está acima da natureza das coisas, porque o Amor é Criador.

    Amor é o que de divino encerramos em nossos peitos e libertamos em nossos abraços.

    E tenho Fé que nunca será noite escura enquanto tivermos e partilharmos esse Amor divino que nos une.

    A tua citação não podia ter vindo em melhor altura amigo.

    Abraço

Deixar uma resposta