Setembro 5, 2001

do 12-8

A do 12-8
Não é trabalhar todos os dias num regime de excesso de trabalho. O corpo ressente-se e por vezes o humor não é o melhor.
Claro que as pessoas que não têm que trabalhar num sistema que por vezes obriga a horários radicas ad hoc não compreendem. O gosto, dedicação e o sentido de responsabilidade são importantes mas por si sós não bastam.
Sempre primei por encontrar equilíbrio e compensar o esforço mas nem sempre consegui. Fiquei curioso e fui como estava a carcaça em termos de tensão arterial. Melhor que no Passado, longe daquela de ser controlado e gerido por ondas negativas.

Ontem B. e Ch. estiveram a jantar com os residentes. Foram dezenas de costeletas no repasto.
Bob babou-se… E. e Ma. entram no seu primeiro mês e parecem muito felizes. O pior foi a insónia que me visitou.
A grande cidade nem sabe…