Dezembro 2003

  1. Toma em conta que um grande amor, ou uma grande realização, implicam grandes riscos.
  2. Quando perderes, pelo menos não percas a lição.
  3. Segue os três R’s:
    • Respeito por ti
    • Respeito pelos outros e…
    • Responsabilidade por todos os teus actos.
  4. Lembra-te que não ter tudo o que se deseja é, por vezes, um magnífico golpe de sorte.
  5. Aprende bem as regras para saberes como infringi-las correctamente
  6. Não deixes que uma pequena disputa estrague uma grande relação.
  7. Se descobrires que te enganaste, faz logo a correcção.
  8. Todos os dias passa algum tempo sozinho.
  9. Abre os braços à mudança, mas não percas os teus valores.
  10. Lembra-te que o silêncio é, às vezes, a melhor resposta.
  11. Leva uma vida boa e honrada. Quando fores velho, será possível revivê-la uma segunda vez.
  12. Uma atmosfera de amor em tua casa é o alicerce da tua vida.
  13. Em disputas com os teus queridos, trata só do caso corrente. Não vás buscar queixas do passado.
  14. Partilha o teu saber; é uma forma de alcançar a imortalidade.
  15. Sê suave com a terra
  16. Uma vez por ano vai a um sítio aonde nunca tenhas estado.
  17. Lembra-te que a melhor relação é aquela em que o amor excede a necessidade.
  18. Avalia o teu sucesso por tudo a que tiveste de renunciar para o alcançar.
  19. Ao amor e ao cozinhar aborda-os com naturalidade audaciosa.

Dói-me perceber que o meu ânimo se esbarra numa parede de desgaste físico. É como se o amor e felicidade que me alimentam tão inabaláveis e fortes sejam roídos pela ânsia e o fogo da minha paixão que entorpecem os músculos.
Necessito o equilíbrio da suavidade, da calma, e não de correr sem correr, de viajar sem viajar, de percorrer sofregamente inúmeros quilómetros rumo ao aconchego de quem desejo e amo. Correr sim com a vontade quente mas não em anseio, como se tivesse o pavor que algo me fugisse por entre os dedos levando-me a uma exaustão estúpida sem sentido.
A distância mina-me novamente, tornando-me novamente um pendular, dividindo o meu estado físico em duas longitudes e o meu coração fixo onde encontra o calor.

See the stone set in your eyes
See the thorn twist in your side
I wait for you

Sleight of hand and twist of fate
On a bed of nails she makes me wait
And I wait without you

With or without you
With or without you

Through the storm we reach the shore
You give it all but I want more
And I’m waiting for you

With or without you
With or without you
I can’t live
With or without you

And you give yourself away
And you give yourself away
And you give
And you give
And you give yourself away

My hands are tied
My body bruised, she’s got me with
Nothing to win and
Nothing left to lose

And you give yourself away
And you give yourself away
And you give
And you give
And you give yourself away

With or without you
With or without you
I can’t live
With or without you

With or without you
With or without you
I can’t live
With or without you
With or without you